top of page

Decorar a Casa Alugada: 4 dicas de sucesso para economizar na reforma

Atualizado: 18 de abr. de 2019

Hoje grande parte da população mora de aluguel, ainda mais com o crescimento da geração Y, que abdica da pressão pela casa própria e escolhe um estilo de vida mais flexível. Mas será que toda essa galera não quer uma casa bonita e bem decorada? Eu estou certo que querem.

Pensando nisso hoje vamos falar sobre como você pode decorar sua casa alugada. Vou te dar 4 dicas que eu utilizo muito nos nossos projetos aqui no estúdio sempre que a ordem é economizar. Tudo fica mais fácil quando temos clareza do que queremos. Assim podemos buscar mais informações sólidas sobre preços, combinações e variações de uso. Reformar a casa alugada não é jogar dinheiro fora, pois a casa pode não ser sua mas o lar é seu. E você vai viver nele por alguns anos, por muitos anos em alguns casos. E ai diante disso eu te pergunto: Por que não reformar o seu lar? Talvez você vai dizer que é caro. Calma, eu estou aqui pra te ajudar com isso. Vamos em frente. Confira este post até o fim para você ficar expert em decoração e economia.


Sala decorada com almofadas coloridas quadros e decoração minimalista

 

Mas antes quero te agradecer por estar aqui, hoje estamos inaugurando nosso blog e com ele vamos te ajudar a reformar ou decorar sua casa ou escritório com economia e qualidade. Eu pensei muito antes de topar fazer um blog pois gostaria de fazê-lo apenas se eu soubesse que de fato poderia contribuir com você, leitor. E eu quero ter sempre seu feedback aqui, ok? Deixe seu comentário, compartilhe nosso conteúdo e se inscreva no nosso blog para receber sempre dicas exclusivas. Alguns links estarão disponíveis apenas para os inscritos. Então não dê bobeira.

Bom, voltemos a reforma :)

 

Então, eu já estou gostando desse negócio de escrever para vocês. Eu adoro falar, escrever é uma forma de não ser chato. (risos).

Em primeiro lugar quero falar um pouco sobre o que é de fato uma reforma, o conceito que vamos trabalhar aqui. Reformar não é, necessariamente, quebrar paredes, contratar dezenas de profissionais de áreas distintas, gastar tubos de dinheiro. Isso ficou no passado. Estamos na era dos carros de aplicativo, por favor.

Reformar pode ser do jeito que você quer, gastando o que você pode. Existem inúmeras possibilidades de reformas até mesmo sem contratar um pedreiro que seja. Desde que você goste de colocar a mão na massa. E neste blog vamos sempre te ajudar a fazer coisas sozinho, gerir sua obra e as vezes poder recrutar aquele amigo de fé, irmão, camarada para te ajudar com uns tijolinhos.

Vou começar te dando algumas dicas de como se preparar para uma reforma. Isso é muito importante para economizar nessa missão. E então chegaremos ao ponto das decorações em si e como economizar com elas.


Então vamos:


1 - ENTENDER SUA PERSONA


Se você quer mudar sua casa comece pensando em quem você é. Sempre que vamos começar um projeto novo aqui no estúdio a primeira coisa é entender a persona de quem estamos trabalhando. Ou seja, buscamos conhecer o cliente. E se você quer mudar sua casa por conta própria é muito importante esclarecer sua persona para você mesmo. Se você ainda não tem total clareza do que gosta e do que te agrada em termos de decoração, iluminação, etc, busque reunir informações. Faça uma pastinha no seu computador com várias fotos de coisas que você gosta, ambientes legais, cores legais. Assim logo você terá uma banco de dados das suas preferências. Isso vai te ajudar na hora de sanar aquela dúvida entre uma cadeira preta ou laranja. Ahh, vale também fazer uma pasta com os produtos que você viu e gostaria de ter na sua casa. Na hora certa e com a cabeça fria você vai tê-los todos à mão e escolher friamente e sem impulso.


2 - PLANEJE SUA REFORMA


Levantada sua persona e tendo boas referências dos seus pontos de partida, agora podemos começar a planejar a reforma. Se você mesmo vai executar (e isso é uma experiência bem legal) vale pensar no que fazer primeiro e assim organizar um cronograma para suas intervenções sem prejudicar seu tempo e garantindo que este realmente seja um momento legal para você.

Liste os cômodos que serão mexidos e ataque primeiro as coisas mais complexas. Vai por mim, não tente sair comprando tudo aleatoriamente e escolhendo coisas para todos os cômodos de uma vez só. Você vai gastar MUITO mais dinheiro e pode no final não gostar a tanto assim do resultado. Se você vai reformar só um cômodo a coisa fica mais fácil. Organize as tarefas dele apenas, o que fazer primeiro e o que fazer depois.


IMPORTANTE: Sempre comece de cima para baixo e de dentro para fora. Toda obra em estágio de acabamento deve ser feita de cima para baixo respeitando as etapas. Por exemplo: Na hora de pintar, pinte primeiro o teto, depois as paredes. Só após ter todas as paredes pintadas você vai colocar as luminárias de parede e teto, tampa de tomada, etc. Pois seguindo nossa ordem, as luminárias e tampas de tomada estão mais para "fora" do que as pinturas. As partes que exigirem quebradeira e sujeira com concreto ou argamassa devem ser feitas inteiramente antes de qualquer acabamento. Mas como aqui estamos nos atendo a reforma simples e rápida eu não vou entrar em detalhes de partes que exigem obra mais complexa. Esse assunto eu prometo tratar em outro artigo.


Agora que você já tem a base pronta para começar sua tão sonhada reforminha vamos para a melhor parte, (leia com emoção) A ESCOLHA DOS MATERIAIS.

Nessa parte vou te dar 4 dicas bem tranquilas e fundamentais para ter um bom ambiente gastando pouco. Considero que essas alternativas sã normalmente usadas por mim aqui no estúdio para ajudarmos os clientes com suas obras rápidas e baratas.


1 - USE PAPEL DE PAREDE E CORES


Quando queremos mudar um ambiente normalmente pensamos em o que fazer com as paredes. E isso está muito certo e é natural que queiramos mexer nelas. As paredes são a janela da beleza do ambiente. É impossível deixar um ambiente bonito pensando apenas em teto e chão. Alguma coisa tem que ser feita com as paredes. Elas são sempre as primeiras a serem vistas por qualquer um que entra na nossa casa. Então não as deixe de lado, óbvio.

Mas por que usar papel de parede ou lascar uma tinta colorida qualquer? Porque você está tentando economizar. A parte dos móveis é sempre um pouco mais cara que os acabamentos. Mesmo quando estamos trabalhando um simplismo no ambiente. E somado a isso temos o fato de que com paredes nuas (puramente brancas e sem efeitos) temos maior necessidade de diversidade de mobília. Ou seja, abra a carteira. Então, para podermos ter móveis mais centrados é interessante que tenhamos "algum efeito nas paredes". Isso pode ser ter meia parede com papel e a outra metade com tinta, uma parede do ambiente com papel e as outras em um tom uniforme e sóbrio, uma parede com tinta dois tons acima das demais, etc. São várias alternativas. Lembra da sua persona, que você identificou lá atrás? Ela vai te ajudar muito na hora de escolher.


Dê uma olhada nesses exemplos:



Os papéis, além de serem muito mais baratos que revestimentos cerâmicos, podem ser aplicados por você mesmo. Você os cola na parede e a cola é vendida na mesma loja onde você comprar o papel, normalmente. É muito fácil e prático.

E quanto a tinta, nem preciso falar muito. Garante economia e versatilidade. Um ponto importante para você pensar é o seguinte. Você pode escolher papel e tinta, atentando para a proporção que já falamos, mas tome muito cuidado se pensar em utilizar apenas papel. É preciso avaliar bem as estampas e JAMAIS juntar duas estampas protagonistas em um ambiente que não seja grande o suficiente para as duas não aparecerem juntas no mesmo campo de visão.

Para evitar erros, se você vai fazer sua reforma sem ajuda de um profissional de design de ambientes, evite usar tintas e papeis juntos que não façam parte da mesma paleta de cores de forma gradativa. Mantenha uma transição gradual. Vai te ajudar a não ter a dor de descobrir que ficou ruim quando ver pronto.

Pense em cores que combinem com você. Todos nós temos uma espécie de imã para algumas cores. Aquelas que geralmente achamos um ambiente bonito quando as vemos nele. Se isso não for muito claro para você dê uma olhada na sua pastinha de referências que eu te ensinei a fazer no início desse artigo. Possivelmente lá terão várias ambientes com essas cores. É meio inconsciente.


Essa dica está no vídeo que postamos hoje no nosso canal do YouTube, o Decoração e Reforma. O vídeo estará abaixo desse artigo. Nele falo um pouco mais sobre os papeis de parede.



2 - USE QUADROS OU ADORNOS


Após termos as paredes pintadas ou envelopadas uma coisa muito útil para darmos um toque de mestre na decoração da nossa casa e gastar bem pouquinho é utilizar alguns quadros, adornos, prateleiras, nichos, etc. Claro que isso deve ser feito com parcimónia, por favor. E eu vou te dar algumas ideias de como isso pode ficar bom.

Antes de comprar uns quadrinhos você precisa focar na cor ou papel de parede que você utilizou. É muito importante isso para termos uma harmonia entre os elementos. A partir disso vamos escolher o que vamos colocar nas paredes. Para isso devemos considerar algumas coisas.

  1. Você deve escolher em qual parede colocar. (Não é qualquer ambientes que fica bom quadros ou adornos em todas as paredes. Lembre que existem outras coisas que cumprem a função de adornar uma parede)

  2. Você precisa escolher o que colocar. (Quadros, placas decorativas, nichos, prateleiras, etc)

  3. Você precisa decidir como colocar. (Pode-se ter prateleiras com quadros, quadros aleatórios, quadros organizados geometricamente, etc)

Existe uma ampla gama de produtos do gênero no mercado e a grande maioria deles é de fácil aplicação para que você mesmo possa fazer. Veja alguns exemplos.


Quadro com moldura

Eles são mais clássicos que caem muito bem se você curte um ambiente mais romântico. As cores das molduras normalmente vão indicar o direcionamento do ambiente. Se mais moderno ou mais clássico, se mais ousado ou mais contido, etc.

Parede decorada com quadros com moldura
Parede com painel em tinta cinza e quadros com moldura organizados de forma geométrica para decoração

Quadros artesanais

Podem ser feitos de diversos materiais, como madeira, ferro, vidro e reciclados. Normalmente combinam mais com ambientes rústicos mas à depender do seu acabamento e das suas cores podem ser utilizados nos mais diversos estilos.

Quadro artesanal feito com cubos de madeira decorando parede branca
Quadro artesanal feito com cubos de madeira

Placas decorativas

Elas normalmente são plotadas. São muito utilizadas em ambientes mais descontraídos. Podem ter diversos tamanhos e geralmente tem estampas modernas, feitas em computador. É muito comum que as placas decorativas tragam frases de efeito e essas frases são ótimas para exprimirem a personalidades dos moradores da casa de uma forma bem legal. Também podem imprimir conotação de humor ao ambiente.


Parede com placas decorativas com moldura.
Parede decorada com placas decorativas com moldura

Além dos quadros é possível usarmos adornos diversos como prateleiras e nichos. Hoje você encontra ambos no mercado com sistemas de fixação bem fáceis e intuitivos. Os nichos e prateleiras nos permitem trabalharmos formas além dos volumes. Assim podemos criar efeitos diversos. Eu particularmente gosto muito deles pois ainda nos ajudam a organizar, muito útil em ambientes pequenos.

Veja estes exemplos de como podemos trabalha-los nos ambientes:




Bom, espero que com essas dicas você já possa começar sua reforma e deixar sua casa bem bacana gastando bem pouco.

Esse artigo faz parte da nossa série de dois episódios sobre reforma de casa alugada. Na semana que vem veremos mais algumas dicas que vão te ajudar muito nessa missão. Vamos juntos?


Confira o vídeo do nosso canal no Youtube com a síntese deste primeiro episódio. Está bem intuitivo para facilitar sua vida.


Se quiser saber mais sobre os nossos trabalhos aqui no estúdio basta navegar aqui pelo site.

Então, é isso pessoal. Até logo e muito obrigado.




Comments


  • Grey Pinterest Ícone
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
bottom of page